sábado, 28 de janeiro de 2017

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Turma da Mônica Jovem #2 - Konquestis: Uma Aventura Virtual



Turma da Mônica Jovem #2: "Konquestis: Uma Aventura Virtual" - Mônica continua o namoro com o Cebola, apesar da surpresa que recebeu. Mas a rotina do casal é quebrada quando surge um novo jogo online no mercado, que vira uma sensação. Algo estranho e misterioso começa a acontecer logo após eles jogarem. Quem está por trás desse novo jogo?

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Chico Bento Moço #41 - Diferente



Chico Bento Moço #41"Diferente" - As escolhas nos transformam, mudam nossos caminhos e alteram a realidade à nossa volta. Mas e quando a vida nos impõe desafios drásticos e inesperados? Como enfrentá-los, superando a si mesmo e toda a dor da negação? Acompanhe uma jornada de descobrimento, uma nova forma de ver o mundo… Acompanhe uma nova Fran!

sábado, 21 de janeiro de 2017

Melhores TMJ 2016: Melhor Cena


A quarta categoria do Melhores TMJ 2016 - e a última que mescla TMJ e CBM (depois disso cada revista terá categorias separadas) - é a Melhor Cena!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

[Resenha] Chico Bento Moço #40 - Pela Primeira Vez

Um pouco atrasada, aqui está a resenha da edição 40 de Chico Bento Moço, Pela Primeira Vez! :D E, sim, tem spoilers, então é melhor ler a edição primeiro! ;) Mas, fazendo um comentário rápido... Eu achei a edição um pouco fraquinha, mas talvez valha a pena comprar sim, especialmente se você gosta de romance, ou pelo menos do casal Chico e Rosinha, ou de histórias na Vila Abobrinha.

Bem, a história começa com um narrador nos introduzindo ao tema da história (algo bem frequente nas edições do Cassaro e da Petra) e nos mostrando a pedra misteriosa que daria origem a tudo. Depois, Chico e Rosinha conversam com seus pais sobre namoros - e dizem que não estão namorando ninguém! :o Enfim, ainda falam que não encontraram a pessoa certa... Achei realmente que o Cassaro conseguiu fazer uma pegadinha com os leitores, porque eu realmente achei que o Chico ia responder para os pais: "Como assim 'conhecer uma boa moça'? Mas eu namoro a Rosinha!", mas no fim ele também tinha esquecido.

Depois, há a bonita cena onde Rosinha e Chico se encontram. Só achei que a Rosinha pareceu meio "princesa da Disney" colhendo flores no campo... Ok, a Rosinha sempre gostou de flores, mas aquela cena me deixou essa impressão. De qualquer maneira, a cena onde os dois se encontram foi bem bonita, e também engraçada :v Eu gostei muito quando o Chico estava prestes a dizer que a Rosinha era linda, mas acaba dizendo que o nome dele era Chico e tal, foi muito engraçado. E a parte em que ele pergunta também "Pescaria? Como você sabe que eu estou pescando?" :v :v :v

Já a cena onde eles se encontram na pescaria do Chico também foi bem legal, com os dois descobrindo que o outro também havia nascido na Vila Abobrinha e se mudado para outra cidade para estudar. Depois, com a Rosinha achando que o Chico estava tramando alguma coisa e fugindo...

No dia seguinte, foi muito fofo o bilhete do Chico para a Rosinha, e sua conversa que foi - novamente - interrompida pela chuva. E também foi muita burrice se esconder debaixo de uma árvore durante a chuva, né? :P Esperava mais de você, dona Rosa Maria, futura veterinária -.-

Enfim, depois os dois são guiados pelo pássaro mágico até a "pedra do feiticeiro" (Harry Potter, é você? :v) e acabam descobrindo tudo ao tocar nela. Eu achei a conclusão muito rápida e fácil, sabe? Tipo, deu muito a impressão de "Bem, agora que já desenvolvi a história toda, preciso dar uma desculpa para os dois terem se esquecido... Que tal um feiticeiro numa pedra?". Tipo uma espécie de Deus ex-machina, sabe? Só que em vez de servir como solução, servindo como explicação.

E, pronto, tudo acabou bem. O amor de Chico e Rosinha quebrou a maldição e eles viveram felizes para sempre. Aí, o Chico revela quem é o pássaro mágico que os ajudou... Judith, a esposa do feiticeiro. Tipo, ãhn?? Por que raios ela se transformou num pássaro? Não fez muito sentido pra mim, preferia que fosse a Ave do Paraíso das edições 8 e 18 (eu sei que ela é personagem do Flávio, mas uma participaçãozinha assim não ia matar ninguém).

Bom, concluindo, achei que o enredo da história foi meio sem criatividade, mas o desenvolvimento foi bom (como eu já senti várias vezes com edições do Cassaro em CBM e TMJ). Então, acho que merece uma nota 7, mais ou menos. Não foi a melhor história do ano, mas também não foi ruim. Quanto aos desenhos, não foi meu estilo preferido, mas até que estavam bons e agradáveis. Nota 8,5, mais ou menos.

Enfim, a história foi boa. Mas estou ansioso mesmo para a próxima edição, que finalmente vai mostrar o que houve com a Fran. Sinceramente, achei esse planejamento da ordem das edições bem ruim, podiam ter colocado a ed. 37 como ed. 40, e as eds. 38, 39 e 40 como eds. 37, 38 e 39, porque sinceramente seria bem melhor se as duas edições fossem seguidas (assim como já aconteceu na CBM antes, com as eds. 11 e 13, e na TMJ, com as eds. 76 e 78).

E, em breve, não percam: resenhas das edições de janeiro da Turma da Mônica! ;)

sábado, 14 de janeiro de 2017

Melhores TMJ 2016: Melhor Casal


A terceira categoria do Melhores TMJ 2016 é o Melhor Casal! Será que o casal que você shippa está no ranking? Vamos conferir :)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

[Resenha] Turma da Mônica Jovem #1 - Te Amo Para Sempre!

É, gente, parece que o blog voltou, e veio pra ficar! :D Hoje venho com a resenha da primeira edição da segunda série de Turma da Mônica Jovem, Te Amo Para Sempre!, de roteiro de Flávio Teixeira de Jesus.

[E, sim, vai ter spoiler, então se você ainda não leu a edição, é melhor ler antes de conferir o post ;)]

Bem, a edição #1 já começou a nova fase da TMJ super bem! E se o que fazemos no primeiro dia do ano fazemos o ano inteiro, o que fazemos na primeira edição da 2ª fase de TMJ fazemos na fase inteira! Então, nada mais justo que fazer uma história maravilhosa para a edição 1.

Sério mesmo, o Flávio mandou muito bem nessa história! Todos os momentos cebônicos (ou seja, a edição toda) foram muito fofos e muito bem escritos! Lendo essa edição, eu fiquei pensando: "Por que não juntaram esses dois lá na edição 0?". Sério, concordo com a frase da Mônica na edição 100, foi beeeeem atrasado :v

Uma das únicas coisas que eu não gostei na edição foram as participações minúsculas da Magali e do Cascão. A Magali, então, se resumiu à cena do luau e à cena em que ela conversa com a Mônica (pela página de rosto, achava que ela ia ter uma participação maior). Até a Maria Cebolinha apareceu mais que ela! :P

Aliás, falando na Maria Cebolinha... por que essa MSP não faz logo a Turma da Maria Cebolinha Jovem? :v Sério, a pestinha mais fofa da TMJ (pode chorar, Dudu) teve uma ótima participação nessa edição, e sinceramente quero ver ela atazanando o resto da família, agora que o Cebola vai embora :/

E, falando nesse assunto... Bem, esse era o palpite de muita gente ao ler a sinopse na edição 100. Eu achava que seria difícil ele fazer um curso em outro país (afinal, a MSP tá fazendo o Chico voltar toda edição pra Vila Abobrinha, parece até que se arrependeram de tê-lo mandado pra faculdade), mas torcia muito pra que fosse isso. E, realmente, foi. Só espero que esses seis meses sejam pelo menos seis edições, porque se for apenas um quadrinho dizendo "Seis meses depois...", vai ser bem decepcionante.

Espero mesmo que mostrem o cotidiano do Cebola lá na Austrália, os novos amigos e tal, e também o cotidiano da família dele e da Mônica sem ele. Aliás, preciso muito da Petra fazendo uma edição desse tipo! :3

E, já tocando no assunto "roteiristas", espero mesmo que, quando o Cebola voltar, deixem o Flávio fazer mais edições focadas em Cebônica. Claro, não toda santa edição (ninguém aqui quer voltar pra 2013 :P), mas uma ou outra eu acho que seria legal, sim.

Enfim, essa história foi mesmo nota dez (ou, senão, quase)! :D Flávio mandou muito bem, e espero que ele escreva mais roteiros para a TMJ ;)

Bem, essa foi a resenha. Logo teremos a da edição #40 de Chico Bento Moço e (uma novidade!) das edições de janeiro da Turma da Mônica! =D

sábado, 7 de janeiro de 2017

Melhores TMJ 2016: Melhor Protagonista


A segunda categoria do Melhores TMJ 2016 é o Melhor Protagonista, com um resultado - ao menos pra mim - bem surpreendente...