sábado, 18 de junho de 2016

TMJ 94 e CBM 33

Depois de quase um mês sem nenhum post, agora venho aqui para apresentar minha opinião curta sobre Dentuça, eu? e No Deserto de Gelo, as edições de maio de TMJ e CBM.

Essa edição foi ótima! xD Não só porque eu sou meio Cebônico, mas também porque foi muito bem escrita. A analogia de #TeamCap e #TeamIron no filme de Guerra Civil com #TimeCebola e #TimeDC na história foi genial! Eu não assisti ao filme, mesmo porque não gosto de super-heróis e tal, e confesso que gostei muito quando a Mônica disse que não tinha gostado, embora tivesse sido só por causa da dor de cabeça. Depois daquela "briguinha" dela com o DC eu fiquei meio irritado com ela, porque ela não quis nem esperar o dentista dizer o que era melhor pra saúde dela, ligando apenas para sua marca registrada. Mas ok, eu entendo, devia ser difícil "se separar" de algo tão icônico, ainda mais sendo ela a principal da Turma. E o Cebola, apesar de só querer o bem da Mônica, acabou a deixando ainda mais pra baixo (ainda mais com aquela porcaria de ideia de ligar pra Denise, né, por favor. Cebola, você já teve planos melhores). O DC, por sua vez, acabou nem ligando pra saúde dela, só se importando com sua "diferença". Poxa, DC, você já foi mais legal :P Agora, foi muito engraçada aquela sequência de páginas onde os personagens ficavam falando suas opiniões de #TimeCebola e #TimeDC, eu adorei (menos a briga de Cascudão, estão mesmo abrindo espaço pra Cagali :/). E um fato histórico aconteceu aqui: o Prof. Licurgo acertou o nome do Cebola! Só ver na página 88, quando ele revela que é #TimeCebola! Eu, como muita gente disse, sou #TimeMônica. Só acho que ela devia mesmo ter ido ao dentista, né? No fim, a história foi ótima, apesar de eu achar engraçado e sentir pena (ao mesmo tempo) do DC tentando falar com a Mônica no fim! :P

Já a edição do Chico, bom... Não sei se tem muito o que falar. Foi uma boa história? Foi. Foi bem escrita? Foi. Eu gostei? Não sei se posso dizer assim. Sei lá, achei que ficou faltando alguma coisa, e não é de hoje que as histórias do Chico estão vindo fraquinhas. Desde o ano passado, várias são assim, infelizmente. Dessa "nova fase", alguns dos poucos exemplos de histórias que realmente me empolgaram que posso dar são Bravura Indomável, O Manto Misterioso, Câmera na Mão e A Onça e o Ouriço, e é praticamente só isso. Tomara que voltem a trabalhar o cotidiano do Chico na faculdade com bastante continuidade entre as histórias (cadê a Anna, falando nisso? A Serpente vai voltar, vai destruir o mundo e ela ainda vai estar grávida!). Agora, tocando realmente no assunto dessa história... Foi meio clichê, e apesar de eu ter achado as intenções do Chico bem boas, ele foi meio teimoso ao dormir ali fora, se tinha conforto (Mônica, é você?). E Jura, Jácomo e Lee foram bem intrometidos ao inscrever o Chico no reality show, mas parece que isso é uma coisa normal no universo TMJ (na ed. 68, a Turma foi obrigada a participar dos Jogos Mortíferos). Pelo menos, aqui, o Chico tinha a opção de escolher se queria ir ou não, né? Mas a próxima edição eu acho que vai ser boa, meio que retomando o assunto láááááááá da ed. 3 do Chico cantor! :3