sábado, 2 de maio de 2015

Chico Bento Moço nº20

Não, eu não gostei dessa edição. Se tivesse gostado, não estaria aqui.

Sério mesmo, parece que eles tão tentando deturpar todas as lendas... primeiro fizeram o Caipora ser malvado e apaixonado pela Iara (“Perdidos no Pantanal”), e, agora, o Merlin do Rei Artur é que é do mal. Desde quando?

Desculpa, mas a parte em que o Chico beija a ex-futura-esposa dele ficou meio... estranha. Sério, pra quê? Ok que ele não queria voltar (desculpa, mas o Chico não é assim, isso ficou bem claro nas outras dezenove edições, então não é nada ok, mas vamos relevar), mas um amor como o da Rosinha não ia ser destruído assim tão fácil. Não vi em nenhuma vez ele dizendo que ia se esquecer da Rosinha, ainda mais fácil desse jeito. E, vamos combinar, o Chico NUNCA ia abandonar a família e os amigos só porque aquela não é a vida que ele esperava, né? Só porque tem uma vida melhor na Idade Média?

(Parênteses: A Mally Pepper do TMJ do Meu Jeito fez uma fanfic recentemente sobre esse assunto de abandonar família/amigos para viver num mundo dos "sonhos", que eu achei bem legal e recomendo. Ela se chama “O Mundo Perfeito” e pode ser lida aqui e aqui)


Foi legal a parte do eclipse de Sol, mas eu ainda não consigo engolir as atitudes do Merlin e do Chico... fala sério...

Aliás, desde quando o Chico ia esquecer a Rosinha e ficar com outra menina? Cadê o amor? Sem lógica.

Anyway, acho melhor acabar por aqui porque senão vou criticar demais e acho que vou acabar soltando os cachorros e ia ficar meio exagerado...