segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Magali nº92

Nesta postagem comento sobre o gibi "Magali nº92", lançado em agosto pela Panini. A história de abertura é assinada por Emerson Abreu.

A capa foi bem chamativa, fazendo alusão à história de abertura e à capa da Turma da Mônica Jovem nº51. A história, como o próprio Emerson Abreu disse, é um "prelúdio" à saga Sombras do Passado, publicada em 2012 na Turma Jovem e escrita por ele mesmo, com participação especial da Madame Creuzodete e da LELEALA.

Na trama de capa, Mônica, Denise e Magali vão à casa de Agnes resgatar o Mingau. Olha, apesar da história ser ótima, senti que ficou meio corrida e curta. "Curta? Mas tem 35 páginas e ultrapassa a metade do gibi!" Sim. Curta. Por quê? É que o Emerson cisma de fazer suas histórias com 4 quadrinhos por página e tem menos trabalho e produz mais (sabe como é... roteirista ganha por página). Aí, se fosse redesenhada no formato tradicional, ficaria com umas 18 páginas e olhe lá. Aí, dava pra alongar a trama, que foi resolvida rápida demais. Porém, foi boa.


Agnes, a "dragonete macabra", é produzida pela Denise em cima da Mônica, enquanto Magali resgata Mingau, mas os pais da vilã também estão por ali e prendem as meninas. Agnes quase passa para o lado delas. Quase? Pois é. Mas a vilã consegue soltá-las antes de ter que ir se arrumar (já que Denise a deixou horrível). Então, Denise tem uma ideia: jogar o Mingau nos pais da Agnes, que morrem de medo de alergia e tals, e então, elas conseguem escapar. O único problema é que, aí, a Agnes chega para impedir as meninas de passarem.

Então, a Magali diz que, se a Agnes não mudar, ela vai se tornar um monstro insensível, feito de escuridão, cheio de ódio no coração, igualzinha aos pais (epa, peraí... a Magali leu a TMJ 51 ou tá usando seus poderes?). Mas Agnes não acredita e impede-as de passaram, porém Mônica dá uma coelhada nela e as meninas escapam. Aí, Denise zoa com todas e elas correm atrás dela. Enquanto isso, na casa da "dragonete macabra", Agnes promete vingança contra a turminha. Ela bem que tentou, né... mas quem disse que conseguiu?

Depois, tem uma HQ de uma página do Dudu, que podia muito bem ter saído no gibi do Cebolinha; a HQ do Rolo "Repetitivo", em traços que, particularmente, eu gosto de ver (e a HQ é abaixo da média, porém foi legalzinha); "E se...", da Magali e Dudu, que é mais ou menos, mas foi legal vendo novamente, depois da HQ de uma página, o Dudu mostrando a característica de antítese da Magali; "Uma história misteriosa" do Bidu, que foi a pior do gibi, já que é estranha e; "O que ela desejar eu dou!", do Quinzinho; e "Os papéis de carta da mamãe", que são legais.

A tirinha já lembro de ter visto uma parecidíssima com essa, que foi publicada em Mônica nº200 e republicada na mensal Magali nº10, das Editoras Abril e Globo, respectivamente. Ela foi postada há algum tempo pelo Arquivos Turma da Mônica.


No geral, o gibi foi bom, e vale a pena comprar. Não sei se ainda está nas bancas, mas acho que sim. Então, se você se interessou ou gosta muito da Turma da Mônica Jovem, é melhor correr pras bancas!