terça-feira, 8 de julho de 2014

Turma da Mônica Jovem nº71

Já saiu das bancas, mas é só agora que falo de Turma da Mônica Jovem nº71. O gibi foi lançado em junho de 2014, com a história "Garoto Solteiro Procura".

Na trama, Cebola, após ter perdido Mônica (vide edição 69) para Do Contra, está depressivo e sem vontade de viver. É bom pra ele aprender, né? Porque, tipo, apesar de eu torcer pro Cebola ficar com a Mônica no fim, ele devia aprender uma liçãozinha ou outra... né? Afinal, depois de ele ser chato por trocentas edições, a Mônica devia ter largado ele. Depois de paquerar (e/ou beijar) Hortênsia (edição 59), Amanda (edição 54), Iara (especial em cores 1), Monique (edição 48) e pagar pau pra Xabéu (edições 6, 7, 8, 65 e 66), ele precisava aprender.

Agora... quanto à Brisa, Bianca e Lucília, mencionadas na edição 69, acho que não deveriam estar ali. A Bianca (edição 39) que queria ficar com o Cebola. A Lucília (edições 13 e 14) ele achava até que era a Mônica. A Brisa (edições 32 e 73) eu acho que não foi um "amor". Podia ser até admiração, mas amor não. Eu acho, pelo menos. Foi o que eu compreendi (mesmo lendo recentemente por causa da edição 73).


Na edição, o Cebola relembra os momentos lindos (e mais pra frente os "não-tão-lindos-assim-que-podem-ser-chamados-de-feios-por-culpa-dele-mesmo") que passou com a Mônica e sua perda para o DC. Quanto à perda para o Do Contra, confesso que achei um tanto... esquisito. Quer dizer, desde a edição especial em cores tô achando meio esquisito. :P

É que, na Turma Clássica, o DC não demonstrava gostar da Mônica. Quer dizer, ele não zoava ela, mas não gostava também. E só não zoava pra contrariar (sendo que tinha vezes que ele zoava e até participava de plano infalível do Cebolinha, ou bolava seus próprios). Já outras duas pessoas, além do Cebolinha, demonstravam, sim, gostar da Mônica: o Luca e o António Alfacinha.

"Ah, mas era a Mônica que gostava do Luca e não o contrário!". Não. Na Turma Clássica, na HQ "De olho no biguibróder 1" (CB nº52, Ed. Panini, 2011), o Luca e a Mônica se paqueram, e até participam do programa Micos, fuxicos e namoricos no final (além de cada família ganhar 10 mil reais). E o Cebolinha se dá mal.

E na HQ "O que ele vê quando olha pra mim?" (MN nº49, Ed. Panini, 2011), a Mônica se transforma em outra pessoa com a ajuda de um invento do Franjinha para saber o que o Luca achava dela. No fim, o Luca diz que acha, sim, a Mônica baixinha, gorducha e dentuça, mas que isso é o charme dela, e que aquilo a fazia ser linda aos olhos dele. Ele ia dizer que gostava dela, mas o efeito da transformação acabou e Mônica fugiu. Viram? Não era só a Mônica que gostava dele. Havia o vice-versa. Acho, sinceramente, que a Petra (ela disse que botou o DC gostando da Mônica, com a aprovação da Alice) errou colocando o DC. Se fosse pra conquistar os fãs, acho que o Luca serviria melhor (eu acho que torceria por ele).

Sobre o António Alfacinha, ele nem apareceu na TMJ mesmo, então... deixa quieto. Mas acho uma falta de respeito com ele, o Manezinho e o Humberto nenhum ter aparecido na Turma Jovem. O Teveluisão só apareceu na HQ do livro Cascão 50 Anos (o nome do Cascão é MNNNF!!), e os outros, nadica de nada. Até o Tikara e a Keika já tiveram versão jovem e praticamente protagonizaram a edição 47...


Quanto à história, previsível. Só não esperava que ele fosse tentar ficar com a Aninha... :P Mas sussa, foi sem querer mesmo. E apresentou pra gente o lado do Cebola. Só não quero que fiquem edições "divididas". Se fosse pra ser assim, que fizessem logo saga. Tipo, poderiam transformar "Nosso filhote" e "Garoto solteiro procura" em uma HQ só e saga. Não seria melhor? Sim, seria.

Ah, e sobre o amadurecimento do Cebola: foi bom ele ter amadurecido assim rápido. Só espero que ele tenha amadurecido mesmo, porque se for pra voltar à situação 35-67, aí é melhor que a Mônica e o DC continuem namorando... Só espero que eles façam logo ele derrotar logo ela (provavelmente isso vai acontecer, mas será de uma forma digna. Né? Talvez seja na edição 73, quem sabe...). E se não for pra derrotar, que namore sem derrotar mesmo que tá bom. Os fãs agradecem (mas seria legal se ela ficasse com o Luca...).